terça-feira, 26 de maio de 2020

PF realiza operação na residência oficial do governador do RJ


Carros da PF foram vistos no Palácio das Laranjeiras

Fonte: R7

A PF (Polícia Federal) está no Palácio das Laranjeiras, residência oficial do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, na manhã desta terça-feira (26), e cumpre mandados de busca e apreensão para investigar desvio de recursos públicos destinados ao combate ao novo coronavírus. As informações são da Record TV
Além da residência oficial, as autoridades também cumprem mandados na residência particular do governador Witzel, localizada no bairro Grajaú, no Rio de Janeiro, no escritório de advocacia da primeira dama Helena Witzel, no centro da cidade, e na casa do ex-secretário de saúde Edmar Santos, em Botafogo. 
Em nota, o governador negou participação em qualquer tipo de irregularidade apontadas pelo MPF (Ministério Público Federal), avisou que houve vazamento de informações sobre a operação e disse ainda que a ação confirma a interferência de Bolsonaro na PF (leia na íntegra abaixo).
A PF iniciou a operação Placebo com objetivo de apurar desvio de recursos públicos destinados ao combate ao coronavírus no Rio de Janeiro.
As investigações apontam a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do Estado do Rio de Janeiro.
De acordo com comunicado da PF, "elementos de prova, obtidos durante investigações iniciadas no Rio de Janeiro pela Polícia Civil, pelo Ministério Público Estadual e pelo Ministério Público Federal naquele estado foram compartilhados com a Procuradoria Geral da República no bojo de investigação em curso no Superior Tribunal de Justiça e apontam para a existência de um esquema de corrupção envolvendo uma organização social contratada para a instalação de hospitais de campanha e servidores da cúpula da gestão do sistema de saúde do Estado do Rio de Janeiro".
A ação de hoje conta com agentes da superintendência da Polícia Federal de Brasília.
Estão sendo cumpridos 12 mandados de busca e apreensão, sendo 10 no Rio de Janeiro e dois em São Paulo, expedidos pelo STJ (Supremo Tribunal de Justiça). Vale lembrar que o governador tem foro privilegiado e só pode ser alvo de operação policial por ordem do STJ.
Witzel teria sido citado por alvos de uma recente operação da Lava Jato que mirou pessoas que teriam obtido vantagens em contratos formados pela Secretaria de Saúde do Estado. Os benefícios ocorreriam desde a época do ex-governador Sérgio Cabral (MDB).
Leia a nota do governador na íntegra:
"Não há absolutamente nenhuma participação ou autoria minha em nenhum tipo de irregularidade nas questões que envolvem as denúncias apresentadas pelo Ministério Público Federal. Estranha-me e indigna-me sobremaneira o fato absolutamente claro de que deputados bolsonaristas tenham anunciado em redes sociais nos últimos dias uma operação da Polícia Federal direcionada a mim, o que demonstra limpidamente que houve vazamento, com a construção de uma narrativa que jamais se confirmará.  A interferência anunciada pelo presidente da república está devidamente oficializada. Estou à disposição da Justiça, meus sigilos abertos e estou tranquilo sobre o desdobramento dos fatos. Sigo em alinhamento com a Justiça para que se apure rapidamente os fatos. Não  abandonarei meus princípios e muito menos o Estado do Rio de Janeiro".


OUÇA A RÁDIO MELODIA CABUGIEM DIVERSAS PLATAFORMAS

O respirador desenvolvido no RN que é até 25 vezes mais barato e que está pronto, mas não pode ser usado



Fonte: Blog do Dina

Está pronto o respirador desenvolvido pelo Senai do RN, em parceria com a UFRN.
Ele ainda não pode ser utilizado porque depende de uma série de autorizações da Anvisa.
O equipamento concluiu os testes de calibragem há 10 dias, informou ao Blog do Dina o diretor do CTGás, Rodrigo Melo.
Feito totalmente no RN, o respirador terá um custo estimado em R$ 15 mil quando puder ser comercializado.
Em tempos nos quais um equipamento desses custa até R$ 400 mil, é um alento.
O projeto foi desenvolvido pensando ainda em um importante detalhe: toda a matéria-prima dele é encontrada no Brasil.
“Com isso, não ficamos dependente de importar material hospitalar, que está em escassez no mundo todo”, explico Melo ao blog.
A capacidade do Senai é de produzir 100 equipamentos por semana quando for liberado pela Anvisa.
A própria agência está flexibilizando suas normas, mas ainda assim está difícil.
Melo, no entanto, é otimista.
“Discutimos com a Anvisa sobre isso ontem, na segunda, e senti que ela está muito empenhada nisso”, afirmou o diretor do CTGás.


OUÇA A RÁDIO MELODIA CABUGIEM DIVERSAS PLATAFORMAS

Fátima pagou R$ 5 milhões por respiradores que não foram entregues em transação com estados do Nordeste, que denunciaram caso às autoridades



Fonte: Blog do Dina

Quase dois meses após ter antecipado o pagamento de quase R$ 5 milhões para compra conjunta de respiradores pelo Consórcio Nordeste, os aparelhos não foram entregues conforme o contrato. O dinheiro tampouco foi devolvido.
Os governadores se anteciparam e denunciaram o caso. Em nota ao Blog do Dina, o governo do Rio Grande do Norte defendeu a boa-fé de sua ação e afirmou ter agido para, em tempo hábil, obter os equipamentos necessários ao enfrentamento d
A transação, no valor de mais de R$ 49 milhões, feita pelo Consórcio Nordeste foi feita com empresa cujo CEO, Jack Banafshesha, foi pivô de suspeita de corrupção no São Paulo Futebol Clube em 2015.
Coube ao Governo da Bahia, que preside o consórcio, recolher o dinheiro de todos os estados e negociar com a empresa de Jack, a Ocean 26, sediada em Los Angeles.
Os detalhes da união entre os estados constam de contrato que os nove governadores assinaram em abril. Às 16h16 do dia 22 daquele mês, Fátima colocou sua assinatura no termo de adesão, embora o dinheiro já tivesse sido desembolsado.
Na teoria, os equipamentos seguiriam uma rota da China à Miami e, de lá, ao aeroporto de Recife, tudo isso ainda em abril. Na prática, os equipamentos que foram entregues não foram os 300. E os que vieram tinham um defeito em suas válvulas que comprometiam a utilidade dos respiradores.
Os governadores do Nordeste pagaram antecipadamente e não receberam o prometido. No Rio Grande do Norte, confrontada com esse cenário, a governadora Fátima Bezerra se viu diante de uma potencial crise. Mas haveria ainda um capítulo: a Ocean 26 começou a protelar a devolução do dinheiro.
Reprodução do contrato entre os 9 estados do Nordeste para a compra de respiradores
Discrição
Sem alardes, os governadores tentaram saber imediatamente se os equipamentos entregues defeituosos poderiam ser consertados. Como lhes foi entregue uma negativa pela própria empresa, a Bahia cancelou o contrato e o Consórcio Nordeste se antecipou denunciando o caso a órgãos como a Polícia Federal.
No Rio Grande do Norte, a Procuradoria Geral do Estado encaminhou a papelada sobre o caso ao Ministério Público do RN.
Publicamente, nenhum governador mencionou os rumos que a história vinha tendo, em que pese o significativo valor de quase R$ 50 milhões estar em jogo.
Compra
A compra dos respiradores foi objeto de reportagem do Blog do Dina em 16 de abril. Naquela oportunidade, a ênfase recaía sobre o valor, R$ 167 mil por unidade, acima do preço de mercado. O governo explicou à época que se tratava de valor nesse montante pela demanda internacional pelo produto.
Um levantamento do Blog do Dina em arquivos dos estados do Nordeste confirma que os pagamentos foram feitos bem antecipadamente.
O governador do Maranhão, Flávio Dino, que assinou o mesmo contrato que Fátima em 15 de abril, pagou 9 dias antes. A despesa consta no portal da Transparência do Estado do Maranhão. Paraíba e Sergipe também tiveram arquivos localizados com pagamentos.
Compras antecipadas de respiradores, com consequente atrasos e riscos de não serem entregues, já virou caso de polícia Brasil afora.
Nesta terça-feira, a Polícia Federal bateu à porta do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. Lá, no entanto, há farto material de corrupção já detectado. No RN, por ora, trata-se de eventual dano em que o Estado foi enganado. Os governadores não estão isentos de responder culposamente, no entanto.
Em São Paulo, João Doria pagou US$ 44 milhões (mais de R$ 242 milhões) antecipadamente por respiradores pulmonares da China cuja entrega deveria ter sido iniciada em abril. Até agora, apenas 50 equipamentos de 3.000 contratados chegaram a São Paulo.
Outro lado
A reportagem não conseguiu contato com a Ocean 26. Ao Blog do Dina, o Governo do Rio Grande do Norte enviou o posicionamento abaixo a respeito do caso:
Esclarecimentos do Governo do RN ao Blog do Dina sobre a compra de respiradores pelo Consórcio NE:
A aquisição de respiradores pulmonares para atender os estados nordestinos na pandemia da Covid-19 já é alvo de denúncia em nome do Consórcio Nordeste, pelo estado-líder, a Bahia, desde que foi sinalizada pela própria empresa a impossibilidade de entrega dos equipamentos em condições adequadas. Os órgãos civis e criminais competentes foram imediatamente acionados, no intuito de reposição dos valores pagos. No Rio Grande do Norte, a PGE/RN fez a entrega ao Ministério Público do Estado de toda a documentação que resultou no repasse, pelo Estado, para aquisição dos equipamentos.
A reversão contratual teve início a partir do momento em que a empresa responsável por realizar a perícia nos equipamentos informar sobre a constatação de falha nas válvulas e alertar que todas elas deveriam ser substituídas. Na incerteza de que o ajuste necessário ocorreria a tempo, o Consócio resolveu denunciar o contrato por descumprimento de cláusula. Por conseguinte, a empresa admitiu de forma definitiva a impossibilidade de sanar as inadequações e, com isso, optou-se pela quebra irrevogável do contrato.
A Bahia, estado a quem cabe capitanear a ações coletivas do Consórcio NE, publicou no seu Diário Oficial a rescisão do contrato, e anunciou medidas judiciais para ressarcimento dos valores, entre os quais sequestro de bens da empresa, entre outros.
Em nome da total transparência e publicidade de suas ações, o Consórcio Nordeste adiantou-se em comunicar a situação aos órgãos competentes e a solicitar o acompanhamento das ações com foco no ressarcimento, o mais breve possível, dos valores repassados. A aquisição desses equipamentos foi delineada com muito cuidado, atentando para o rigor da lei e o mais importante: no intuito de salvar o máximo de vidas possível, uma vez que a oferta de respiradores no mercado era a pior possível e não havíamos recebido, até aquele momento, os equipamentos prometidos pelo Governo Federal.


OUÇA A RÁDIO MELODIA CABUGIEM DIVERSAS PLATAFORMAS

terça-feira, 19 de maio de 2020

Passou estar com o senhor JESUS Nilma Soares, esposa do Paulo Cezar (Grupo Logos)



FONTE: REVIVA GOSPEL

Faleceu agora a pouco a cantora Nilma Soares, integrante e uma das fundadoras do grupo Logos. A informação foi confirmada pelo seu esposo, o Pr. Paulo Cezar.
A cantora descobriu um câncer de mama em 2012 e, mesmo fazendo tratamento, vinha atendendo agendas dentro e fora do país, porém, desde meados do ano passado seu estado de saúde começou a apresentar mais complicações, obrigando-a a ficar mais tempo no hospital. Problemas cardíacos e nos rins agravaram seu estado de saúde, vindo a falecer.
Seu esposo e também vocalista do grupo Logos, o Pr. Paulo Cezar, diariamente atualizava o seu estado de saúde em suas redes sociais expressando sempre esperança, mas deixando claro que a situação era muito difícil.



OUÇA A RÁDIO MELODIA CABUGIEM DIVERSAS PLATAFORMAS