quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Com crise de segurança, governador do ES transfere poder de polícia ao Exército


7.fev.2017 - Soldados do Exército comparecem ao local onde manifestantes contrários à paralisação da Polícia Militar realizaram um protesto

Fonte: Estadão Conteúdo 

  • 7.fev.2017 - Soldados do Exército comparecem ao local onde manifestantes contrários à paralisação da Polícia Militar realizaram um protesto
O governador do Espírito Santo em exercício, César Roberto Colnaghi, transferiu para as Forças Armadas o controle operacional dos órgãos de segurança pública estadual. A decisão foi publicada em edição extra do Diário Oficial do Estado na tarde desta quarta-feira (8). 
Segundo o Ministério da Defesa, essa transferência faz parte da burocracia necessária para o envio de tropas federais - desde segunda-feira (6), agentes das Forças Armadas e da Força Nacional de Segurança estão nas cidades capixabas para substituir os policiais militares, que no último final de semana iniciaram um motim.
Com a medida, há uma autorização por parte do governo estadual para que o general de brigada Adilson Carlos Katibe seja o responsável pela força-tarefa que atua no Estado. Segundo a Defesa, o decreto não anula os poderes da Secretaria de Segurança Pública estadual.  
Procedimento semelhante foi adotado em todas as outras ocasiões em que houve envio de tropas federais - por exemplo, durante a Olimpíada e Paralimpíada no Rio de Janeiro, no ano passado, e no Amazonas e em Roraima, neste ano.
Pelo menos até o dia 16, o comandante das forças públicas de segurança no Estado do Espírito Santo passa a ser Katibe, responsável pelas operações das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem nos municípios capixabas. Essa situação pode ser estendida para além do dia 16. (Com informações do Estadão Conteúdo)

A imagem pode conter: 1 pessoa, telefone e texto