quinta-feira, 27 de julho de 2017

Empresa implanta chips em funcionários nos EUA



Uma empresa localizada nos Estados Unidos da América (EUA) implantará microchips em funcionários voluntários para a execução de atividades como abrir portas, acessar softwares de computadores, fazer cópias e compartilhar dados.

A informação, que foi publicada pelo portal The Verge e, no Brasil, divulgada pela revista Veja, afirma que a empresa Three Square Market, desenvolvedora de softwares, conseguiu 50 funcionários voluntários para trabalhar com o microchip.

Sediada no estado de Wisconsin, a empresa utilizará, nos pequenos chips, uma tecnologia de comunicação sem fio e de curto alcance. De acordo com a Veja, a ação será lançada no primeiro dia de agosto.


Cada microchip custa cerca de 300 dólares, equivalente a quase 950 reais, e será implantado entre o polegar e o dedo indicador de cada pessoa voluntária para o teste do microchip.

A empresa assegura a privacidade dos usuários por conta da criptografia dos dados, que não podem ser rastreados por GPS. Os benefícios pretendidos estão no acesso de informação e pagamentos de compras.

Todd Westby, diretor-executivo da empresa, disse, em entrevista ao canal CNBC, que a implantação dos microchips é indolor e seu uso foi aprovado em 2004 por uma agência federal dos Estados Unidos, sendo, assim, legal.

“Acreditamos que é uma boa forma de avançar na inovação da empresa. Os chips não emitem nenhum sinal sozinhos, precisam ser lidos com qualquer objeto que tenha um leitor de proximidade”, disse.


PROPAGANDA É COM DUDÚ DA KOMBI