domingo, 19 de março de 2017

União Europeia pede ao Brasil resposta urgente sobre operação da PF


União Europeia pede ao Brasil resposta urgente sobre operação da PF: Na segunda-feira (20), autoridades europeias devem debater a eventual necessidade de restringir a importação de carne do Brasil

Fonte: Folha Express 

A União Europeia pede que o governo brasileiro responda com urgência o pedido de esclarecimentos enviado por Bruxelas sobre a Operação Carne Fraca, que investiga um esquema de corrupção na fiscalização de frigoríficos no Brasil.
Na segunda-feira (20), autoridades europeias devem debater a eventual necessidade de restringir a importação de carne do Brasil. Hoje, a UE compra carne bovina e de frango do país (a entrada de carne suína é bloqueada).
"Há urgência e a necessidade absoluta de um esclarecimento cabal", afirmou à Folha o embaixador da União Europeia no Brasil, o português João Cravinho.
"Se os esclarecimentos forem insuficientes, a pressão da opinião pública e nossas obrigações em relação à proteção ao consumidor podem, nesse caso, levar a medidas que tenham efeito sobre o comércio entre União Europeia e Brasil", disse.Os europeus querem saber se estão diante de um problema pontual ou sistêmico. Segundo Cravinhos, a depender do diagnóstico, pode haver a aplicação de medidas cautelares.
"Uma menos drástica passaria por um controle pormenorizado de todas as importações que vêm do Brasil. Outras mais drástica seria a suspensão das importações caso a conclusão seja que não podemos confiar no sistema de certificação brasileiro", afirmou.
O Ministério da Agricultura sinalizou que irá responder à consulta ainda neste fim de semana.
Cravinhos afirmou que recebeu com surpresa as notícias sobre os achados da Polícia Federal. Os europeus fazem inspeções ocasionais e, segundo o embaixador, consideravam o sistema de fiscalização brasileiro adequado.
"Naturalmente, aquilo que se passa nesse momento não é bom para a reputação do Brasil. Mas está inteiramente nas mãos das autoridades brasileiras fornecer todas as informações e dar a transparência necessária para que haja credibilidade no sistema", disse.
De acordo com Cravinhos, é um erro dizer que o episódio afetará as negociações entre Mercosul e União Europeia. (Folhapress)
A imagem pode conter: 1 pessoa, texto e close-up