quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

‘Servidores da educação estão em estado de greve’, diz presidente do Sindiserpum



Fonte: De Fato 

Em assembleia realizada na manhã desta quinta-feira, 4, ficou definido que os servidores da educação em Mossoró estão em estado de greve, ou seja, na fase preparatória para um movimento paredista a ser deflagrado no primeiro dia do ano letivo no município, marcado para o dia 29 de fevereiro.
Os servidores decidiram por unanimidade aprovar o indicativo de greve para o início do ano letivo no município, que estava marcado para o dia 15, mas foi adiado a pedido da nova secretária para conhecer melhor a estrutura.
De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum), Marleide Cunha, no próximo dia 15 haverá uma audiência com o prefeito Francisco José Júnior onde serão discutidas as reivindicações da categoria.
“Nós (sindicato) recebemos ontem (quarta-feira) um ofício da Prefeitura marcando uma audiência com o Sindiserpum para o dia 15. Lá vamos tratar dos pontos propostos para a categoria e ouvir o que o prefeito tem de proposta para a categoria”, ressaltou Marleide informando ainda que no dia seguinte haverá uma nova assembleia com os servidores detalhando o que foi discutido no encontro.
As propostas da categoria são o piso salarial 2016, o reajuste do auxílio deslocamento, o pagamento do 14º salário e o cumprimento de 1/3 da jornada de trabalho dos professores para planejamento.