domingo, 21 de maio de 2017

Manifestações em cidades brasileiras pedem saída de Temer


default

Fonte: DW 

Diversas cidades brasileiras tiveram neste domingo (21/05) manifestações contra o presidente Michel Temer e a favor da convocação de eleições diretas. Os atos foram organizados por movimentos de esquerda e organizações sindicais e tiveram adesão bem abaixo da registrada em atos semelhantes que pediram a saída da ex-presidente Dilma Rousseff.
Manifestantes – em sua maioria vestidos de vermelho e munidos de cartazes e bandeiras sindicais – pediram a saída de Temer e a realização de eleições diretas e criticaram as reformas da Previdência e trabalhista. Além disso, alguns cartazes expressavam apoio a Dilma e outros pediam a volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao comando da nação.
Palco das maiores manifestações contra Dilma, São Paulo teve início de seu ato agendado para o fim de tarde na Avenida Paulista. A chuva que caía forte na capital paulista atrapalhou os planos dos organizadores, com a manifestação atraindo menos pessoas do que o esperado e se concentrando em frente ao Masp.
Com a chuva, muitos manifestantes buscaram abrigo sob as marquises do museu e da avenida. Com a desistência dos grupos anti-Dilma, como o Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem pra Rua, que havia feito uma convocação, mas a retirou alegando motivos de segurança, centrais sindicais, organizações de esquerda e movimentos sociais, como o MTST, marcaram presença.